sexta-feira, 15 de janeiro de 2021

 



Tempo novo em época nova, consciência que deve ser alertada.

Nunca esqueça da oração “Diária”, oportuna e infalível.

Se pensar assim, verás as maravilhas que propagará opôs esse momento.

2021 = à (Nome do Pai, do Filho, do Espírito Santo; Amém).

--- Preces a mais, deve seguir a sua idéia, angustia, felicidade, tristeza, agradecimento, pedido.

Sempre em respeito ao seu Espírito protetor....

Que lhe Proteja Sempre!!!

Julhiano Spall

  


 
 
 
 

domingo, 20 de dezembro de 2020

Satélite e satelistas Tutorial da antena umbrella js 2020 medidas.

Tutorial cartão QSL no Excel offline

GRAMADO E CANELA NOITE DE VISITAS

Passeata dos Caminhões da Coca Cola em Canela. prévia do vídeo.

 

Coluna

Portadora Dinâmica

PY3JGS Julhiano Spall


AÇÃO E REAÇÃO, CAUSA E EFEITO

O BUM DO RADIOAMADORISMO, 2ª PARTE (continuação)


A nova era que vem apontando no horizonte, e que vem mexendo com algumas instituições do novo tempo, tem na sua internalidade a boa prática e o respeito mútuo como foco principal, ou seja, a ideia de um novo momento entre-humanos, e isso terá reflexo futuro primordial para todos nós.

Hoje buscamos as novas tecnologias, os bons rádios para um perfeito contato, uma bela reforma na nossa estação, a fim de receber os periféricos distintos de uma qualidade de emissão, e isso requer tempo, trabalho, e determinação, haja vista sempre é necessário adquirir possibilidade a fim de conquistar viabilidade, eis a questão.

A compra, a venda, a construção, tudo isso está ligado no mundo capitalista, e sim, não há como fugir disso, e o grande dilema, é a prática perfeita para podermos controlar e administrar tudo isso, quer seja particular, quer seja comunitário, tudo e todos podem influenciar ou até mesmo desvincular preceitos, esse amalgama humano é que fere muitas vezes a animosidade dos homens.

Dentro disso tudo, a ânsia de conquista, a ânsia de perfeição, é a luta que todos os surfistas também o desejam, que é a onda perfeita... Essa reflexão nos movimenta de certa forma, e nos estima ainda mais a obter um bom contato, seja pelo rádio, quer seja presencial, e assim o fluxo das relações, das ações, estão vinculadas, busca-se tal qualidade, busca-se tal possibilidade, a fim de se obter a retribuição também perfeita.

Vejamos assim, pensamos assim, porque toda CAUSA se tem um EFEITO, e todo EFEITO uma CAUSA, isso existe desde os primórdios do desenvolvimento inteligente do homem, as batalhas, as lutas por territórios, tudo isso veio com o DNA da vida, pessoas equilibradas e também desequilibradas possuíram espaços e governaram os povos, tinham o poder de persuasão e dominavam os anseios das pessoas.

Essa história transpassou os tempos e até os dias de hoje se falam de maneira ampla, porque os domínios e a vontade de poder ainda é o malefício que engendra as ideias de muitos, esse poder que muitos almejam, a angustia de conquista está entrelaçada no Espírito de indivíduos distintos, e que para muitos desses, é a sua busca divina.

Para conta-partida, o que podemos usar? O que poderemos fazer? Ao meu ver tem saída, tem alternativa, ou seja, é a AÇÃO a fim de se obter a melhor REAÇÃO, falarei melhor disso logo adiante.

Causa e Efeito, dois objetos correlacionados, turbilhonam na mesma face, no mesmo vértice, haja vista se se descobre a causa, será possível tratar do efeito, e isso se comprova por diversas formas, que por ventura, comentamos algumas. Você está doente, tem febre, ânsias diversas, e que por simples inteligência se vá ao médico, a fim de identificá-las e posterior, tratá-las, descobre-as, é uma infecção, vacinas são aplicadas, antibióticos a mais, e por fim, a cura perfaz à causa. Assim, os efeitos surgiram, descobriu-se da enfermidade, fora tratada, e por fim curada, os efeitos surgiram devido a causa pretérita, bagunçou sua vida, mas a consciência superou a causa, agiu-se inteligentemente, a fim de tratar o mau hora causadora das perturbações do corpo.

Causa e Efeito, doença e a cura, corretíssimo fora a atitude do homem, então, ergue-se um prédio, um arranha-céu, e por descuido dos engenheiros vê-se a sua queda, a sua destruição, desmorona simplesmente, enfim, onde foi a causa desta destruição, pois o efeito já ocorreu, demoliu-se simplesmente. A causa, má distribuição dos produtos, da areia, e do cimento, do cascalho e das estacas, tudo veio como causa, e disto recebemos os efeitos, má ou maus gestos também são causadores de péssimos efeitos, e é esse o tema que por hora venho abordar.

Causa e Efeito: algumas definições.


Fonte: https://www.pensador.com/frase/NTYzMjgx/


LEI DE CAUSA E EFEITO

Reação essa que terá o devido ajuste e reajuste da ação ou ações antes perpetradas. Assim é a Lei da Causa e Efeito, a que os budistas chamam a Lei do Carma. Os princípios fundamentais e centrais dos ensinamentos de Buda, encontram-se precisamente na Lei do Carma. Segundo esta Lei, o homem é o agente e o construtor ativo da sua felicidade ou do seu infortúnio, mediante o comportamento adotado no período das suas existências corporais.

Ninguém tem o destino do sofrimento. Como ninguém sofre sem própria razão causal. Se assim não fosse, a sabedoria e a justiça a que a todos estamos sujeitos, não passariam de utopia e fabulação, quando tudo à nossa volta nos fala e demonstra que a vida é ordem e harmonia.

Para uma psicosfera efetiva de Paz, renovadora, cabe a cada um viver em conformidade com o bem antes e acima de tudo, diariamente, e em todos os atos das nossas vidas. Gerando hoje causas felizes e de aperfeiçoamento na preservação da concórdia e de socorro aos mais infelizes, mais tarde os frutos desse comportamento far-se-ão sentir e refletir em consequências e proventos na mesma medida felizes e suavizadores.

Não desconheçamos que a Lei de Causa e Efeito funciona mecanicamente em todos os domínios do Universo, e que todos os dias criamos destino, perante o qual todos respondemos e somos os únicos responsáveis. As venturas ou desditas serão sempre as consequências intransferíveis do nosso procedimento.

Toda a angústia é decorrente de débitos de erros e de aflição que nos cabe e compete corrigir e anular para e em benefício próprio.

Chico Xavier, numa das suas psicografias, podemos ler, “Nunca persigas, não atrapalhes, não desconsideres, não menosprezes e nem prejudiques a ninguém. Porque sofrer é muito diferente de fazer sofrer, e a dívida é sempre uma carga dolorosa para quem a contraiu”. E Divaldo Pereira Franco, nas suas também psicografias, “Nunca enganes a ninguém. A vida é grande cobradora e exímia retribuidora. O que faças aos outros, sempre retornará a ti”.

Nunca persigas, não atrapalhes, não desconsideres, não menosprezes e nem prejudiques a ninguém. Porque sofrer é muito diferente de fazer sofrer, e a dívida é sempre uma carga dolorosa para quem a contraiu”

Chico Xavier

Aprender, pois, a nos elevar, cumprindo e seguindo com as tarefas que a vida nos confiou, sem jamais causar prejuízo seja a quem for, é o segredo para a libertação do sofrimento e a superação de débitos que todos, sem exceção, carregamos.

Nunca enganes a ninguém. A vida é grande cobradora e exímia retribuidora. O que faças aos outros, sempre retornará a ti”

Divaldo Pereira Franco


FONTE:https://www.jornaltornado.pt/lei-da-causa-e-efeito/


O princípio da Causa e Efeito, também conhecido como a sexta lei hermética universal, é um dos sete princípios universais, descritos a partir das ideias de Hermes Trismegisto. Hermes é considerado o "mestre dos mestres" e o primeiro alquimista da história. Suas ideias influenciaram muitas das religiões e dos pensadores que passaram por aquela região. Para saber mais, acesse nossa matéria sobre a história de Hermes.

Se você já leu sobre os cinco primeiros princípios universais, chegou a hora de entender como opera o princípio da Causa e Efeito.

"Toda a Causa tem seu Efeito, todo Efeito tem sua Causa; tudo acontece de acordo com a Lei; o Acaso é simplesmente um nome dado a uma Lei não reconhecida; há muitos planos de causalidade, porém nada escapa à Lei."

O princípio da Causa e Efeito explica a dinâmica universal dos acontecimentos em diversos planos. Ao dizer que todo efeito tem sua causa, a lei afirma que, no Todo mental em que estamos imersos, nada é por acaso - ele apenas existe para nomear aquilo cuja causa ainda não conhecemos.

É importante ressaltar que o princípio não deve ser confundido com a ideia de que temos um destino pré-determinado; apesar de nada escapar à Lei da causa e efeito, é possível que, por meio do domínio da mente, sejamos agentes causadores, motivados por nossa força de vontade.

Agir sobre a causa e não sobre o efeito possibilita sermos mestres de nossas próprias vontades e agentes causadores do bem. Porém, isso implica em assumir nossa parcela de responsabilidade sobre o curso da vida.

O peso da responsabilidade costuma ser evitado pelas grandes massas, e é por isso que este princípio explica o movimento de inércia da coletividade. O coletivo está sujeito às causalidades alheias e, frequentemente, vive os efeitos de causas iniciadas em planos superiores.

O Princípio da Causa e Efeito e suas possíveis relações...

Na espiritualidade

O princípio da Causa e Efeito é utilizado pelo cristianismo como explicação da existência de Deus. Se todo efeito possui uma causa - como já dizia René Descartes - então Deus é a resposta para a pergunta: qual é a causa primeira, aquela que criou o sopro da vida?

Se no Antigo Testamento Deus já é descrito como a causa de todas as coisas, no Novo Testamento também encontramos uma associação desta ideia a Jesus Cristo. Em Isaías, ele é descrito como Alfa e Ômega, ou seja, ele agrega os dois elementos: causa e efeito.

A causa e efeito estão muito presentes, também, no carma do Espiritismo. O próprio texto do Caibalion diz que estamos sujeitos a causas realizadas em outros planos; no Espiritismo, isso diz respeito a movimentos iniciados em vidas passadas, cujos efeitos são vivenciados ao longo de próximas encarnações.

No dia a dia

É muito comum vivenciarmos o princípio da causa e efeito no dia a dia, o que faz com que esta seja uma das leis herméticas mais fáceis de se compreender. Se descuidamos da nossa alimentação (causa), é esperado que tenhamos problemas de saúde (efeito); se cuidamos de uma planta diariamente (causa), ela terá mais chances de florescer (efeito).

Apesar disso, poucos são aqueles que decidem tomar as rédeas de sua própria vida, pois esta é uma tarefa que exige proatividade e responsabilidade. Como pontuado no Caibalion, isto é ainda mais comum se considerarmos os efeitos nas grandes massas.

Basta observarmos de que forma agimos como sociedade em relação ao meio ambiente, por exemplo: frequentemente buscamos remediar os efeitos do desequilíbrio ambiental e nos esquivamos das mudanças e sacrifícios necessários para agirmos sobre as verdadeiras causas dos diversos problemas.

FONTE:https://www.astrolink.com.br/artigo/causa-e-efeito


IMAGEM FONTE: http://www.asrevelacoesdarevelacao.com/2012/07/lei-de-causa-e-efeito-como-funciona-e.html


Assim, com esses pequenos exemplos que se fala e se fala muito bem, sobre o tema, a causa e o efeito, posso adentrar o assunto com mais maestria, mesmo que, ao mundo do radioamadorismo, isso tudo vem à tona, trago a baila exemplos e comentários a respeito dos fatos, que ao longo das nossas experiências radioamadorísticas, transpassam aos tempos, e que surge hoje como uma necessidade, não, como uma modernidade, e não, mas sim como uma obrigatoriedade, pois vislumbramos atitudes e reflexos ainda que de maneira singela, mas com efeitos tremendamente duvidosos.

A causa! Chamo e transmito a minha voz ao éter, - “quem está por aí”? Uma resposta. - Por aqui fulano, indicativo de chamada x, residente no pais Z, lhe escuto meu amigo, e muito bem, em que lhe posso ser útil? Eis aqui uma introdução para um começo de diálogo, promissor? É bem provável! Então, um diálogo se configura, começa um papo direto, digamos assim, entre duas pessoas e que para nós radioamadores, com o tempo podem adentrar outras pessoas, indivíduos positivos, (POSITIVO); termo esse que encontrei para exemplificar os novos integrantes mais discretos possíveis, e assim, uma boa rodada nasce.

Nesse texto acima, houve uma causa? Sim, a atividade de um radioamador chamando, se obteve um efeito? Claro que sim, a resposta de outro radioamador, e que se desenvolve plenamente, amigavelmente, e que pode perdurar por horas, e assim, a causa e o efeito do bom rádio foi-se armado.

Então aqui, um pequeno exemplo, singelo, um contato inicial, relevante, onde duas ou mais pessoas se conectam a fim de manter um assunto ou assuntos diversos, possíveis e passíveis de bom entrosamento, porque? Porque desde o começo já ouve um contato promissor, ocorreu uma chamada simples com uma resposta melhorada, e assim, se desdobrou significativamente inteligente, uma união de longa distância, duas ou mais pessoas se uniram para uma conversa, e uma amizade se faz, cria-se um vínculo pelo rádio, cria-se um vínculo pela amizade, e também, pelas paixões.

Radioamador, antena e homens, invocados pela radiofrequência, unidos pelo mesmo tema, unidos pela ionosfera, que aos anos póstumos evoluíram gradativamente, periféricos foram renovados e criados para uma melhor conexão, vem fluindo esse “Bum do Radioamadorismo”, de acordo com as novas ideias, de acordo com a nova era, a modernidade jacente que evolui de acordo com as nossas necessidades e gostos, pois o nosso costume permanece vivo, crescente e renovado a cada época.

Os efeitos são os motivos criados pelas causas, o gosto de uma reflexão inteligente, de um tema hora abordado pelo rádio, a eletricidade, a construção de um periférico da radiotransmissão, da fonte à antena, intermediado pelo rádio e o locutor, tudo isso juntos, tudo isso em “QAP”, como se usa até os dias de hoje, QAP e QRV, significantes siglas do nosso mundo, da nossa paixão, que é o radiamador. Então, a causa é o amor pela nossa estação de rádio, e o efeito, em tese, é o bom uso desses equipamentos, com um propósito único, de transmitir para quem quiser escutar, as nossas ideias, as nossas vontades, e o nosso respeito mútuo, eis a estigma a mais do radioamadorismo, a empatia, tema esse abordado em outro artigo meu.

Estigma, efeito positivo, empatia, onde está vinculado tudo isso? Será que está em nossas mentes, será que está em nossos manuais de radioamador, ou será que está em algo a mais, que por quimera simples, está sim em nossa “consciência”. E essa consciência é predestinada ao bom ser, ao bom compartilhamento, quer seja em esfera local, quer seja em esfera mundial, pois os nossos rádios cruzam as fronteiras mais distintas hora imaginadas, vão muito além do que imaginamos, porque em algum momento a propagação “abre”, e nos traz verdadeiras satisfações.

Tripartite na atividade, três pontos reflexivos para analisar, que sejam, o homem, a estação de rádio, e a causa-e-efeito, nova chave para um novo recomeço, recomeço de atitudes, um recomeço de compromisso, e um recomeço de bem estar, com caráter impressionante a fim de mudar conceitos e de estimular novos adeptos, e isso requer comprometimento, causar boa impressão, a fim de receber efeito positivo.

Tendo como efeito positivo, como falado anteriormente, é claro que encontramos exemplos duvidosos, e esses é quem ferem o nosso mundo, digo mundo, porque é mundial, a nossa atividade é ampla, falamos com o mundo inteiro, se quisermos, e assim, traumas são perturbadores em alguns momentos, e que ainda são configurados.

Vejam! - Atento atento, têm alguém por aí? - Sim cara, que tu qué?

Vejam aqui um exemplo bem no Português indefinido, haja vista nem o modo correto de se falar fora empregado, pois o “O QUE TU QUÉ”, fora falado erroneamente, sendo que o correto seria: “O QUE O SENHOR QUER”. Pelo nosso bom Português que se refere.

Onde aqui nesse parágrafo anterior encontramos erros que podem complicar digamos assim, um diálogo promissor e positivo, acho eu com alguns erros e jeitos, podem acontecer entendimentos adversos do esperado, e efeitos futuros se refletirão penosamente para muitos interpretadores naturais.

fonte: https://www.pensador.com/frase/MjcwMjUxNg/

Para configurar um desalento entre pessoas, não precisamos de muito, e para vislumbrar problemas, que posso dizer, excesso de arrogância, e Ego, como também já abordei noutro artigo para essa revista, onde que ambos os locutores se ferem de maneira tola, idiota, e impensada, derrubam as barreiras do positivismo, e amadurecem inferiormente, debruçam essas mágoas aos anos que passam e não tentam de maneira nenhuma rejuvenescer, um melhoramento intra-pessoal, quero dizer, Espiritual.

Causa-e-efeito, derretendo estigmas a mais, como um iceberg que vaga no oceano, sozinho e confuso, pois os ares e as marés que o carregam para um derradeiro abismo, é a inconsequência de seus atos. Isso tem reflexo negativo aos anos que seguirão, derrubarão as muralhas da consciência sadia, e tardarão o desenvolvimento humano em seu aspecto melhorado.

Causa-e-efeito, coerente, causa-e-efeito, estimulante, dois prismas que merecem a nossa atenção, e se sim, consigamos vislumbrar isso, com mais maestria, com mais positividade consciente perfeita, aí sim, será possível continuar com um bom rádio, com uma boa amizade, e se caso contrário, perderemos nossos estímulos e vivenciaremos a derrota salgadamente.

Todas essas máximas que foram explanadas, quero antes de mais nada, dizer o seguinte: Não deve ser tomado como regra universal, e sim, como exemplos a serem friamente analisados, revistos, posturas humanas reinventadas, porque como coloquei exemplos simples, foram de cunho exemplificativo, para aparelhar as teses aqui propostas, e o cunho problemático que abordo, é sem sombra de dúvidas, os maus atos de alguns indivíduos, quer seja pelo radioamador, quer seja pessoalmente e socialmente, não querendo afligir ninguém, e nem influenciar à posturas desagradáveis, pois o tema é existente e muito se repete pelos rádios de forma geral.

E que posturas falamos, que desanimo podem perturbar um bom “QSO”, hora, os jeitos e trejeitos de pessoas desequilibradas, que por ventura, agem com desprezo, com arrogância, e com má educação, agridem outros interlocutores, e transmitem um péssimo ânimo.

Nas frequências dos rádios de modo geral, podem-se vislumbrar tais atitudes e que para quem o presencia, consegue sentir um mal estar interno, haja vista, a ética para ser um radioamador, existe e deveria ser-lhe aplicada, vejam então o conceito reverberatório, que em vários momentos aparecem e causam a perturbação de que tanto falo, aqui nesse artigo bem como noutros no passado.

E a causa-e-efeito vem novamente à tona, ressurge das profundezas da alma, e revestem o corpo humano penosamente, porque desde a alma até o Espírito, o caminho é bem curto, visto que, é do indivíduo mal intencionado, gritando e jogando ofensas a mais, simplesmente porque não tem assunto, simplesmente para fazer graça, ou sinceramente dizendo bobagens, para rebuscar a paz que no rádio se presencia, fere assim a ética e a boa prática de um homem que por mérito não se absorve.

Mau gesto mau costume, perturbação da paz, coisas que se escuta todos os dias pelos meios de comunicação, e aqui, no radioamadorismo, não é diferente, pode ser por inveja de uns, pode ser por despreparo emocional de outros, enfim, tantos adjetivos que se podem colocar, e então o que fazer? Penso que a busca pela melhora interna da pessoa, no singular, um aperfeiçoamento bem mais Espiritual, mais estudos de cunho intelectual, tudo isso pode ter retorno importantíssimo para nós, homens pensantes e homens distintos, sendo que, uma estação de rádio nos dias de hoje não é muito barato para montar, então, vejo que devemos estar preparados para o fazê-lo bem, da melhor maneira possível, não requer somente de capital, mas também de moral.



Imagem fonte: https://meuartigo.brasilescola.uol.com.br/brasil/etica-moral.htm

Na imagem acima, alguns exemplos de qualidade e prosperidade para abarcarmos boas maneiras, usamo-los como destinos de uma busca melhor, ampliar nossos conceitos a fim de tornarmos qualificados ao uso do éter, e de forma realmente global, tentar levar algo de bom para quem nos escuta, levar algo estimulante para quem está tão distante, e compartilhar a melhora humana a todos para que no futuro tão inserto, consigamos obter a ética afável.

Fonte: https://meuartigo.brasilescola.uol.com.br/brasil/etica-moral.htm

A afabilidade que se almeja pode estar tão perto do que muitos imaginam, pode-se busca por diversas formas, tal como novas leituras, novas conversas com outras pessoas mais letradas, artigos e vídeos instrutivos que se encontra pelo mundo tecnológico da internet e do próprio rádio, e então, mudanças importantes podem fazer muita diferença no meio radioamadorístico, e transmitir conceitos grandiosos, para quem quer ou não escutar.

Tudo isso que dito, tudo que pude argumentar, tem um pouco de estímulo revigorante, até mesmo para quem não diga de direitos e de deveres, mas sim, para todos nós, revivendo formas pré-existentes e que ainda nos envolvem mesmo que por derradeiros para destinos impróprios, mesmo que por mazelas inconsequentes, ainda coexistem entre os seres daqui da Terra, e então, meus caros amigos, nobres leitores, qual o propósito disso tudo que abordei, qual o significado de um texto tão grande, digo-lhes que um caminho mais qualificado existe, uma forma melhor de interação entre-humanos é possível, e assim, se se concretizar, mudanças revigorantes estarão logo a frente e melhoras significativas serão visíveis.

Por fim, as causas e os efeitos são inúmeros, cuidamos melhor das causas para não termos que tratar dos efeitos mais tarde, buscamos por melhores caminhos, vamos sempre tentar dividir boas informações, para podermos absorver também resultados satisfatórios, haja vista que, um bom radioamador faz um bom rádio, e um mau radioamador reflete um mau rádio, a causa-e-efeito é isso, causamos algo bom, colheremos algo melhor, e se ao contrário, receberemos os piores frutos.

DA AÇÃO E DA REAÇÃO


Que se falar da Ação e da Reação, hora, a ação é todo ato estimulado pela nossa vontade, falo aqui do ser humano, inteligente, não dos animais que agem por instintos, e a reação é o reflexo perpendicular à sua própria ação, podemos dizer assim, causou algo errôneo, receberá o seu dividendo, se foi bom poderá ser bom também, e se foi ruim, o retorno pode ser até pior. Eis as espécies que merecem atenção redobrada, porque, das causas maus pensadas, tornarão os efeitos provavelmente traumáticos.

Toda ação tem sempre uma reação, e isso se encontra na física, uma ciência repleta de estudos técnicos para vislumbramos bons exemplos. Vejamos:

fonte: https://www.pensador.com/frase/ODE3MDI0/

fonte: https://www.pensador.com/frase/MjE4ODU3Ng/

Na física encontramos exemplos distintos para exemplificar tais atos e assuntos, que seguem a baixo para que possamos ter em mente artifícios para podermos discutir o assunto com certo grau de entendimento, acompanhamos.

A Terceira Lei de Newton, também chamada de Ação e Reação, relaciona as forças de interação entre dois corpos.

Quando um objeto A exerce uma força sobre um outro objeto B, este outro objeto B vai exercer uma força de mesma intensidade, mesma direção e sentido contrário sobre o objeto A.

Como as forças são aplicadas sobre corpos diferentes, elas não se equilibram.

Exemplos:

  • Ao disparar um tiro, um atirador é impulsionado em sentido contrário da bala por uma força de reação ao disparo.

  • Na colisão entre um carro e um caminhão, ambos recebem a ação de forças de mesma intensidade e sentido contrário. Contudo, verificamos que a ação dessas forças na deformação dos veículos é diferente. Normalmente o carro fica muito mais "amassado" que o caminhão. Este fato ocorre pela diferença de estrutura dos veículos e não pela diferença na intensidade dessas forças.

  • A Terra exerce uma força de atração sobre todos os corpos próximos a sua superfície. Pela 3ª Lei de Newton, os corpos também exercem uma força de atração sobre a Terra. Entretanto, pela diferença de massa, verificamos que o deslocamento sofrido pelos corpos é bem mais considerável do que o sofrido pela Terra.

  • As naves espaciais utilizam o princípio da ação e reação para se movimentarem. Ao ejetar gases em combustão, são impulsionadas em sentido contrário da saídas destes gases.

Fonte: https://www.todamateria.com.br/terceira-lei-de-newton/



Nessa imagem, é representado o choque entre duas bolinhas de tamanhos diferentes. Quando se chocam, elas exercem forças uma sobre a outra e, após o choque, cada uma segue um caminho. Lembrando que essas forças são grandezas vetoriais e, por isso, possuem módulo, direção e sentido. Dessa forma, tanto a força FBA quanto a força FAB possuem mesmo módulo, mesma direção, porém apresentam sentidos contrários, como se pode perceber pela forma como as setas apresentam-se com uma para a esquerda e outra para a direita.

Fonte: https://mundoeducacao.uol.com.br/fisica/terceira-lei-newton.htm


Baseado nos ensinamentos a cima, podemos vislumbrar tais efeitos, pois segundo uma ação ruim, poderemos receber a reação no mesmo peso e valor, e assim, se referencia esses efeitos como sintomáticos também humanos, sendo que, se algo gerou tal problema, a correção deverá ser por natureza, reparado.

Desta forma, podemos conglomerar os efeitos para com o nosso tema principal, que é o reflexo pelo feito, digamos assim, fez, responde pelo seu feito, desarrumou, arruma como antes, estragou, conserte-o. Essas máximas são por definição na lei dos homens, que simplificamos desta forma, comprou, pagou.

Não seguindo a lei de Talião, olho por olho dente por dente, isso seria um absurdo nos dias de hoje se bem que, ainda acontece em alguns países do mundo, que não irei entrar no mérito desta questão, sigo o tema hora proposto, da ação e da reação como funcionalidade etérea de nosso Espírito, do nosso momento, da nossa vida em cotidiano.

Ajo por agir, atuo com respeito ou não, falo por falar, penso e digo, todos esses modos gerarão um efeito, lembram da causa-e-efeito, pois bem, a ação e a reação tem como referência essa mescla de continência, porque se falei algo perturbador, que incomoda alguém, bom seria reparar esse dano, tentar resgatar a paz, e revigorar os ânimos dos interlocutores, para que não fique num desalento massante e indigesto, essa referência que faço é de que os seres mesmo que pensantes, podem virem a se esbaldar na sua incontinência e ferir quem menos se deseja, ou até mesmo, atingir quem menos queira atingir.

O policiamento interno para o externo, é sempre bem vindo, pois no ajo por agir sem pensar, pode gerar erro na atitude, e se assim sendo, danos a partes, poderão ser externados, e qual é o remédio para isso, que tal a busca por controle, buscarmos opções distintas mais completas com cunho relevantes, haja vista que as possibilidades divinas poderão ser bem amplas.

Então no mundo do radioamadorismo, uma fala de baixo nível, que se escuta em momentos bem distintos, podem gerar incômodo aos locutores, ferir sentimentos e gerar discórdias, desta forma o controle que aqui faço se espelhar, é por demais primordial a fim de não nos deixarmos se envolver pelas mesmices do mundo moderno.

Relação entre radioamadores, diferenças de classes, competência de entendimentos, tudo isso requer controle, requer algo a mais, e o que seria, digo que estudo constante, tal como boa leitura, bons vídeos instrutivos, seminários que envolvam assuntos de relacionamentos sistemáticos para formação de uma boa sociedade, podem ser bem interessantes, sendo que, se ficarmos tentando resolver algo que não somos capazes, tem tendência de sair bem errado, pensamos nisso, e veremos as melhores possibilidades.

Já abordei dessa fala que segue; o mundo é extenso por demais, mas a nossa vida não o acompanha, e se agirmos com essa analise, veremos que é verdade, pois se o mundo é gigante e nós somos inferiores a ele, porque não aproveitar ao máximo, fazer as coisas boas, mesmo que difíceis aos dias de hoje, mas se realmente tentarmos, haverá sim tais possibilidades, mas, se agirmos erroneamente e mantivermos nessas ganâncias repetidas vezes, parece que o mundo é nosso, e nós mesmos sentirmos superioridade aos demais, teremos como reflexo posterior, a rivalidade que brota das suas próprias atitudes, e se assim o for, qual será o nosso futuro, creio que, como diz uma máxima romana, “ O QUE SE FAZ NA VIDA; ECOA NA ETERNIDADE”. General de Roma (MAXIMUS).

Quero então concluir esse trabalho, mesmo que moroso, mas com efeito reflexivo, de que, nós homens ativos não somente como radioamadores, não somente como seres vivos administradores de nossas próprias vidas, cuidadores de nossos filhos, temos o dever de consciência fértil, tentar ao máximo transcender melhoria para o nosso mundo e ao nosso irmão, ao nosso amigo, ao nosso vizinho, mesmo que sem muita intimidade, mas o bom viver e o bem respeitar, tem a sua ordem, e se assim o fizermos, tornaremos o mundo bem melhor, acreditem nisso, pois eu já o faço. Muito obrigado.

Imagem fonte: http://osalsichaodoamor.blogspot.com/2016/08/gladiador-um-filme-machista.html


LINK PARA BAIXAR A REVISTACOMPLETA

https://www.revistaqso.com.br/